Saúde do trabalho: 10 alongamentos para fazer sem sair da sua mesa

Saúde do trabalho: 10 alongamentos para fazer sem sair da sua mesa

Passar o dia sentado trabalhando ou ficar horas à frente do computador, realizando movimentos repetitivos, pode desencadear diversos tipos de doenças. Por isso, a saúde do trabalho, tanto física quanto mental, é hoje uma das principais preocupações dos gestores.

Dores musculares, inchaço nas pernas, lesões por esforços repetitivos (LER), problemas na coluna e até depressão podem afetar a saúde do trabalhador: pressionado ou focado demais em suas tarefas, não é raro que ele se esqueça de fazer alguns intervalos durante o dia para se alongar.

Pensando nisso, a seguir, vamos listar os melhores exercícios funcionais para fazer em até dez minutos e que vão ajudar a manter a saúde ocupacional. Confira:

Qual é a importância dos alongamentos para a saúde do trabalho?

Embora sejam simples e rápidos, os alongamentos são extremamente benéficos para a saúde do trabalho, tanto nos campos físico e psicológico como social.

Ao tomar esses pequenos cuidados com a saúde, o funcionário garante mais autoestima, disposição, concentração e aumenta sua produtividade, além de combater as principais tensões e doenças ocupacionais.

Quais alongamentos eu posso fazer no trabalho?

Para as pernas

  • Sentado na ponta da cadeira, alongue suas pernas o máximo que conseguir e, ao mesmo tempo, estique os braços, entrelaçando as pontas dos dedos com as palmas da mãos invertidas, apontando para o teto, para alongar totalmente o corpo, como se estivesse se espreguiçando.
  • Com uma das mãos na perna e a outra na parte posterior da cadeira, gire seu tronco para um lado e depois para o outro, permanecendo por cinco segundos, para aliviar o estresse da coluna. Repita esse movimento três vezes.
  • Sentado na cadeira, cruze uma das pernas sobre a outra, com o tornozelo na altura do joelho. Com as mãos, faça pressão para baixo, fazendo com que o joelho dobrado fique um nível abaixo do tornozelo apoiado. Conte até dez e repita o mesmo movimento com a outra perna.
  • Cruze uma perna sobre a outra e puxe a coxa com a mão oposta para o lado. Acompanhe o movimento com tronco e alongue por vinte segundos. Faça o mesmo com a outra perna.

Para os braços

Estique os braços e apoie as mãos em sua mesa de trabalho, flexionando o tronco para frente, mas permanecendo com ele reto. Abaixe a cabeça de modo a deixar as orelhas entre os braços, ou abaixe o quanto conseguir. Permaneça nessa postura por vinte segundos.

Para o pescoço

  • Para aliviar a tensão na região do pescoço, encoste a coluna na cadeira e gire o pescoço suavemente de um lado para o outro por cinco vezes. Repita esse exercício olhando para direções diferentes: reto, para o teto e para o chão.
  • Para alongar o pescoço verticalmente, com as pontas dos dedos empurre o queixo para cima, e, com as mãos na nuca, empurre a cabeça para baixo, de forma a encostar o queixo no tórax.

Para evitar a LER

  • Para evitar lesões por esforços repetitivos (LER), passe um dos braços por cima da cabeça, dobre o cotovelo e puxe para o lado, acompanhando o movimento de extensão também com o tronco, por cerca de dez segundos. Repita com o outro braço.
  • Estique um dos braços e gire para o lado oposto o máximo que conseguir. Com o outro braço, fazendo a alavanca na altura do cotovelo, dobre para fazer pressão para trás, alongando ambos os membros por quinze segundos. Repita o movimento com o outro braço.
  • Estique um dos braços para frente com a mão para cima em um ângulo de 90º. Em seguida, com a outra mão, puxe-a para trás, fazendo pressão nas pontas dos dedos por dez segundos. Faça o mesmo com a outra. O mesmo movimento pode ser feito também com a mão virada para baixo e para os lados.

Como você viu, além de manter os funcionários dispostos e motivados, estimular a prática de pequenos exercícios proporciona ganhos para empresas e gestores: além da significativa melhora na produtividade, as licenças médicas e os gastos por doenças e lesões osteomoleculares diminuem.

A imagem das companhias também é vista de forma mais positiva, pois mostra que os gestores se preocupam com a saúde do trabalho e com o bem-estar de seus colaboradores.

Sua empresa se preocupa com a saúde do trabalho de seus funcionários? Há algum tipo de atividade laboral em seu setor? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe conosco essas práticas!

Gostou do texto?

Deixe seu email e enviaremos todas as semanas novidades para você!

Confira também

IMPORTANTE: Devido ao grande número de perguntas similares no blog, estamos selecionando as melhores para responder. Sendo assim, sugerimos que você busque a resposta para a sua dúvida nos comentários antes de enviar sua pergunta. Obrigado!

2 comentários em “Saúde do trabalho: 10 alongamentos para fazer sem sair da sua mesa”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X Cadastre-se Faça seu cadastro e receba no seu email tudo sobre segurança no trabalho! Não enviaremos spam!