Ginástica laboral: como e por que oferecer essa prática na empresa?

Ginástica laboral: como e por que oferecer essa prática na empresa?

Caso você ainda não conheça, a ginástica laboral é uma prática na qual diferentes exercícios físicos são realizados com o propósito de prevenir doenças do trabalho e promover mais saúde e qualidade de vida para os profissionais dentro e fora do ambiente de trabalho.

A ginástica laboral não é obrigatória, porém, ela vai ao encontro do determinado na NR 17, que é a norma reguladora que define especificamente as questões ergonômicas que empregadores e empregados precisam cumprir.

Em linhas gerais, essa prática traz benefícios tanto para os funcionários quanto para o negócio. O motivo é que, quanto melhor os profissionais se sentem física e mentalmente, mais produtivos eles tendem a se tornar.

Por exemplo, doenças ocupacionais como DORT e LER, desencadeadas por esforços repetitivos, afetam a saúde física — e até a emocional — dos colaboradores. O tempo de afastamento necessário para tratar a patologia pode sobrecarregar quem continua na ativa e precisa suprir essa ausência.

Com isso, há boas chances de que outros profissionais tenham problemas iguais, ou relacionados, como aumento do estresse, atritos com chefias e outros colegas de trabalho etc.

Somado a todos esses pontos, condições físicas insatisfatórias podem contribuir para elevar o número de acidentes de trabalho, situação que pode gerar gastos para a empresa, bem como comprometer a saúde do funcionário não apenas durante a realização das tarefas, mas também fora da empresa.

Por esses e outros motivos é que a implementação da ginástica laboral é tão importante. Essa atividade ajuda a promover mais saúde física e mental para os seus colaboradores, o que tende a refletir diretamente na qualidade dos serviços prestados e, por consequência, nos resultados conquistados pelo seu negócio.

Mas como fazer isso? Quais são os benefícios de oferecer a ginástica laboral para os seus funcionários? É exatamente este assunto que será abordado neste artigo.

Por isso, continue a leitura e confira essas e outras respostas sobre o tema!

O que é ginástica laboral e como surgiu esse conceito?

O que é ginástica laboral e como surgiu esse conceito?

Assim como dissemos logo no início deste conteúdo, a ginástica laboral pode ser definida com um conjunto de exercícios físicos que ajudam promover mais qualidade de vida, saúde e sensação de bem-estar para os trabalhadores.

Além disso, esse tipo de atividade é um meio bastante eficaz de prevenir doenças do trabalho e as doenças ocupacionais, que são aquelas provenientes da função exercida pelo colaborador.

O conceito de ginástica laboral surgiu a partir da necessidade observada por equipes de medicina do trabalho, que constataram que funcionários que passavam longos períodos em uma mesma posição tinham maior tendência a desenvolver problemas posturais e de saúde de modo geral.

Por esse motivo, os profissionais da área de medicina do trabalho começaram a incentivar os trabalhadores a tirarem alguns minutos de seu dia para alongar e aliviar a tensão sentida em certas partes do corpo.

Essa prática se popularizou ao longo do tempo e se transformou nas rotinas que hoje conhecemos como ginástica laboral.

A prática desse tipo de ginástica atualmente deve ser orientada por um educador físico, que escolhe os exercícios mais apropriados para cada função, a fim de aumentar a sensação de bem-estar e qualidade de vida dos funcionários da empresa.

Quais tipos de ginástica laboral podem ser aplicadas?

Quais tipos de ginástica laboral podem ser aplicadas?

É bem importante também que você saiba que existem diferentes tipos de ginástica laboral, cada uma com um direcionamento específico, mas todas com a mesma proposta geral: promover bem-estar, qualidade de vida e saúde para os trabalhadores, isso dentro e fora do ambiente de trabalho.

Entre os tipos de ginástica laboral existentes que podem ser implementados em uma empresa estão:

  • ginástica laboral preventiva;
  • ginástica laboral corretiva;
  • ginástica laboral preparatória;
  • ginástica laboral compensatória;
  • ginástica laboral de relaxamento.

Ginástica laboral preventiva

A ginástica laboral preventiva tem como objetivo evitar o surgimento de doenças e problemas de saúde relacionados à atividade de trabalho exercida.

Essa ginástica ajuda a melhorar a consciência corporal, a coordenação motora, a resistência física, a flexibilidade, entre outros pontos relacionados.

Ginástica laboral corretiva

Como o próprio nome sugere, a ginástica corretiva visa corrigir a postura dos trabalhadores, e as consequências físicas das funções realizadas.

Por conta disso, os exercícios devem ser compatíveis com os cargos exercidos, e serem realizados em algum momento do longo da jornada de trabalho.

Ginástica laboral preparatória

Já a ginástica preparatória deve acontecer antes do início do trabalho, para preparar o corpo do profissional para o expediente que está para começar.

A ideia aqui é dar aos trabalhadores a energia necessária, bem como a base física adequada para realizar as suas tarefas da melhor forma possível, e livre de dores e desconfortos.

Ginástica laboral compensatória

Outra que deve ser realizada no meio da jornada de trabalho é a ginástica laboral compensatória. Essa, em especial, visa romper a monotonia do dia e chamar a atenção do funcionário para a postura adotada até então.

Dos benefícios gerados pelos exercícios com esse propósito estão o aumento da disposição para chegar ao final do expediente, o alongamento da musculatura, e a compensação pela realização de movimentos repetitivos.

Ginástica laboral de relaxamento

Já a ginástica de relaxamento deve ser feita no final do período de trabalho. Seu objetivo é que os funcionários relaxem após realizarem suas funções, de modo que se “desconectem” do estresse e preocupações típicas do serviço e cheguem aos seus lares melhores física e mentalmente.

Para atingir essa proposta, os exercícios a serem praticados podem ser os de respiração, bem como de meditação, massagens e outros que ajudem a promover a sensação de relaxamento e bem-estar físico e mental.

Quais são as vantagens de oferecer a ginástica laboral na sua empresa?

São muitas as vantagens nas empresas que optam por oferecer esse tipo de benefício para suas equipes de funcionários.

Os objetivos da ginástica laboral, além de aumentar a motivação dos profissionais em se movimentar mais durante a sua rotina, também ajudam a:

  • diminuir os índices de afastamentos médicos causados por doenças com a LER (lesão do esforço repetitivo), entre outras relacionadas ao trabalho;
  • ajuda a aumentar a qualidade de vida e também o bem-estar profissionais, especialmente por essas pessoas dedicarem parte importante do seu dia à empresa.

Ao longo do tempo em que a ginástica laboral é oferecida aos funcionários, é possível perceber também uma melhora do clima organizacional, além do aumento da produtividade de toda a equipe.

Quanto a ginástica laboral pode contribuir para o sucesso do seu negócio?

Quanto a ginástica laboral pode contribuir para o sucesso do seu negócio?

Para as empresas, a ginástica laboral pode contribuir para o sucesso do negócio de diversas formas, uma delas é que ajuda a ter um time mais saudável física e mentalmente, o que colabora para diminuir a taxa de turnover e para melhorar a imagem da marca perante consumidores, parceiros de negócio e potenciais investidores.

Financeiramente falando, essa prática ajuda a reduzir custos gerados por afastamento médico, como os ocasionados pelo pagamento de horas extras para quem precisa suprir a ausência de um colaborador doente.

Somada a tudo isso, contribui para reduzir o número de acidentes de trabalho, já que dá aos profissionais mais condições físicas e mentais que, quando insatisfatórias, pode induzir falhas que resultam em incidentes, muitos até fatais.

Situação como essa pode fazer com que o negócio tenha que responder processos trabalhistas e pagar indenizações, sem contar o comprometimento da saúde e qualidade de vida do funcionário e dos seus familiares que pode ocasionar.

Como fazer a implementação da ginástica laboral no seu negócio?

Para implementar a ginástica laboral na rotina de sua empresa é preciso seguir um passo a passo simples, que vai ajudar a planejar esse tipo de benefício oferecido para todos os profissionais, independentemente do cargo, que são:

  • Contratar um profissional habilitado para realizar as aulas
  • Fazer um mapeamento ergonômico dos setores
  • Realizar uma avaliação postural do funcionários
  • Escolher um espaço adequado para a prática da ginástica laboral

Contratar um profissional habilitado para realizar as aulas

O primeiro passo para implantar qualquer tipo de ginástica na sua empresa é contratar um profissional habilitado para esse fim, uma empresa de ginástica laboral, ou uma equipe de especialistas em medicina do trabalho e ergonomia.

Esses profissionais serão os responsáveis por analisar e aplicar a rotina da ginástica laboral no dia a dia da sua equipe de trabalho.

Fazer um mapeamento ergonômico dos setores

O mapeamento ergonômico nada mais é que contar com uma equipe especializada para encontrar e identificar os maiores problemas dessa área apresentados por seus funcionários.

Dessa maneira, é possível que o planejamento da ginástica laboral seja feito de forma setorizada, permitindo que sejam trabalhados as condições posturais mais comuns de cada cargo exercido.

Realizar uma avaliação postural dos funcionários

Depois de planejar e mapear a empresa, é preciso que a equipe responsável pela ergonomia dos profissionais avalie cada funcionário e faça um diagnóstico para cada um.

Essa avaliação postural pode ser realizada por profissionais da área, como um fisioterapeuta, e tem por objetivo ajudar a analisar a postura corporal do trabalhador, além de medir o peso e definir o perfil de cada um, para que, ao final de certo período de prática da ginástica laboral, os resultados sejam comparados e os benefícios para a saúde constatados.

Escolher um espaço adequado para a prática da ginástica

Muitas empresas, por contarem com pouco espaço, acabam optando por realizar as rotinas de ginástica laboral em meio às suas mesas de trabalho. Entretanto, é interessante trabalhar a ideia de encontrar um lugar somente para a prática desse exercício, para que os funcionários se sintam mais estimulados para realizar essa atividade.

Como trazer a ginástica laboral para o home office?

Como trazer a ginástica laboral para o home office?

Depois de todas essas informações você deve estar se perguntando como promover a ginástica laboral o home office, não é mesmo? Afinal, justamente por ser uma atividade que precisa ser orientada por um profissional, e que requer participação ativa dos funcionários, como fazer isso remotamente?

A verdade é que a ginástica laboral deve ser aplicada tanto para quem trabalha presencialmente quanto para quem trabalha de casa, abrangendo também os trabalhadores que estão no formato híbrido.

O objetivo é o mesmo: cuidar da saúde dos funcionários e evitar o surgimento de doenças do trabalho.

No caso da ginástica laboral para quem está em home office, uma forma de promovê-la é utilizando os mesmos recursos de comunicação usados, por exemplo, para realização de reuniões.

É possível marcar um horário para que o educador físico se comunique com os funcionários remotamente — por exemplo, por vídeo chamada — e promova a prática dos exercícios propostos.

Para as companhias que adotam o formato híbrido, há a chance de aproveitarem os dias que os colaboradores estarão presencialmente na empresa para realizar a ginástica laboral.

O ideal seria que essa atividade fosse feita diariamente, a fim de obter mais e melhores resultados para a empresa e para os empregados. No entanto, tão importante quanto a frequência, é a continuidade.

Em outras palavras, é bem importante que os gestores, time de Recursos Humanos e de Medicina do Trabalho, encontrem meios para que a ginástica laboral se torne parte da rotina empresarial, abrangendo todos os setores e cargos, e não apenas uma atividade temporária que, tempos depois do seu início, deixa de ser praticada.

E você, já oferece ginástica laboral na sua empresa? Ainda tem dúvidas sobre as vantagens dessa prática?

Então acesse agora mesmo o nosso artigo “Os 8 benefícios da ginástica laboral no ambiente de trabalho” e fique ainda mais por dentro desse assunto e da sua importância.

Gostou do texto?

Deixe seu email e enviaremos todas as semanas novidades para você!

Confira também

IMPORTANTE: Devido ao grande número de perguntas similares no blog, estamos selecionando as melhores para responder. Sendo assim, sugerimos que você busque a resposta para a sua dúvida nos comentários antes de enviar sua pergunta. Obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X Cadastre-se Faça seu cadastro e receba no seu email tudo sobre segurança no trabalho! Não enviaremos spam!