Entenda quais são os 3 acidentes de trabalho mais comuns

Entenda quais são os 3 acidentes de trabalho mais comuns

Acidentes de trabalho podem resultar na perda ou redução da capacidade do trabalhador quanto suas atividades ou fatalidades irreversíveis. O valor da saúde e da vida de um funcionário deve ser prioridade para as empresas, mas o custo do acidente de trabalho também deve ser considerado no aspecto operacional da empresa.

Os acidentes mais comuns estão relacionados a quedas, choques elétricos e golpes provocados por ferramentas, entre outros, e ocasionam danos, como cortes, fraturas e contusões.

A prevenção é o fator  de segurança mais importante para prevenir os acidentes de trabalho e zelar pela saúde física e mental do trabalhador.

Conheça neste post algumas medidas para prevenção dos três acidentes de trabalho com maior registro de ocorrências.

Acidentes de trabalho relacionados a quedas

A queda é um acidente muito comum em todos os setores produtivos. Pode ocorrer por motivos relacionados ao próprio indivíduo, como fraqueza nas pernas, falta de equilíbrio, ou por questões relacionadas ao ambiente de trabalho, como falta de iluminação adequada e ausência de faixas antiderrapantes em escadas.

Algumas maneiras de minimizar este tipo de acidente são:

– Manter o espaço de trabalho limpo e organizado e as vias de acesso livres e desobstruídas. Fios elétricos de equipamentos e outros objetos não devem estar na área de passagem de pessoas;

– Proporcionar uma distribuição adequada de pontos de luz no ambiente de trabalho;

– Instalar corrimão e faixas antiderrapantes em escadas;

– Estimular os empregados a utilizar sempre o corrimão e a não subir ou descer as escadas correndo;

– Manter os pisos secos e não encerar o chão. Caso haja uma área que esteja passando por alguma manutenção ou limpeza, fazer a sinalização adequada com placas, informado que o piso está molhado ou escorregadio;

– Orientar os trabalhadores a utilizar escadas apropriadas para alcançar objetos em locais elevados, não devendo nunca subir em locais improvisados e/ou que coloquem em risco sua segurança.

Acidentes de trabalho relacionados a choque elétrico

O choque elétrico também é comum em empresas que precisam de mão de obra para realização de trabalhos em sistemas de eletricidade, como construção civil, serviços de manutenção predial e processamento de alimentos.

É muito importante que essas empresas cumpram todas as exigências previstas na NR10 – Instalações e serviços e em eletricidade – norma regulamentadora que estabelece as condições mandatórias para garantir a segurança dos empregados que interajam, direta ou indiretamente, em instalações elétricas.

Além de cumprir tais exigências, é recomendado também:

– Uso apropriado dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI) durante a jornada de trabalho;

– Impossibilitar o contato de trabalhadores de forma inadequada com instalações elétricas;

– Checar constantemente o estado de todos os fios elétricos, substituindo-os quando for preciso;

– Verificar se as instalações elétricas foram projetadas de forma que seja possível impedir os perigos de choque elétrico.

Doenças ocupacionais

Responsáveis por grande parte dos afastamentos temporários e até definitivos de empregados, doenças ocupacionais são ocasionadas por atividades desempenhadas pelo trabalhador no ambiente de trabalho e, às vezes, por situações pessoais que podem atrapalhar suas atividades do dia a dia.

Más condições do ambiente de trabalho, carga excessiva de trabalho e movimentos repetitivos são alguns dos fatores que podem provocá-las. Alguns dos sintomas são cansaço demasiado, formigamento dos pés e das mãos e desconforto após a jornada de trabalho.

Os tipos mais comuns são Lesões por Esforço Repetitivo (LER) ou Distúrbios Osteomoleculares Relacionados ao Trabalho (DORT), essas muito comuns nos setores de atendimento e produção.

Para prevenir doenças ocupacionais, deve-se:

– Incentivar os colaboradores a realizarem pausas durante a realização das tarefas com o objetivo de aliviar os músculos mais ativos;

– Contribuir para a motivação, saúde física e mental e qualidade de vida do colaborador, garantindo seu bem-estar e estimulando a convivência entre colaboradores;

– Comunicar os trabalhadores sobre os resultados dos exames médicos realizados para conscientizá-los sobre os cuidados com a saúde e diagnósticos obtidos.

Como vimos acima, são muitas as possibilidades de ações de prevenção de acidentes de trabalho. Entre todas elas, destacam-se o cumprimento de normas pelo trabalhador e a necessidade de acatamento de leis e normas pelo empregador que podem ser gerenciadas por uma empresa terceirizada especializada.

Gostou desse artigo? Então, assine nossa newsletter para receber atualizações.

banner_ebook_3

Gostou do texto?

Deixe seu email e enviaremos todas as semanas novidades para você!

Confira também

IMPORTANTE: Devido ao grande número de perguntas similares no blog, estamos selecionando as melhores para responder. Sendo assim, sugerimos que você busque a resposta para a sua dúvida nos comentários antes de enviar sua pergunta. Obrigado!

2 comentários em “Entenda quais são os 3 acidentes de trabalho mais comuns”

  1. Flávia P. Lopes da Rocha Ferreira disse:

    Maravilhoso, esses textos informativos. São de extrema importância para o aprendizado para adquirir o conhecimentonecessário p trabalhar atualizada com as normas e novidades.

  2. Flávia P. Lopes da Rocha Ferreira disse:

    Maravilhoso, esses textos informativos. São de extrema importância para o aprendizado para adquirir o conhecimento necessário p trabalhar atualizada com as normas e novidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X Cadastre-se Faça seu cadastro e receba no seu email tudo sobre segurança no trabalho! Não enviaremos spam!