Ginástica laboral: 5 benefícios para o ambiente de trabalho

Ginástica laboral: 5 benefícios para o ambiente de trabalho

Ergonomia é a ciência que estuda a relação do ser humano com elementos relacionados ao trabalho. Ela tem como objetivo contribuir para a melhoria contínua desta relação, priorizando o bem-estar do funcionário e a adoção de hábitos saudáveis na organização.

A partir desta perspectiva, a ginástica laboral apresenta-se como uma vertente da ergonomia altamente eficiente para o alcance destes resultados, razão pela qual se tornou tendência e possui muitos adeptos.

De intensidade leve a moderada, essa modalidade de atividade física proporciona diversos benefícios físicos e psicológicos, cujos impactos podem ser sentidos em todo o ambiente organizacional.

A seguir elencamos cinco vantagens da ginástica laboral para trabalhadores e empregadores. Confira!

1. Diminuição do stress

A dedicação quase exclusiva ao trabalho é comum. Frequentemente, funcionários muito aplicados deixam de adotar hábitos saudáveis, como alimentar-se na hora certa ou praticar atividades físicas. Este estilo de vida costuma ser altamente estressante.

Assim, ao interromper a rotina de trabalho e dedicar parte do tempo para exercitar-se no ambiente corporativo, o trabalhador sente-se mais feliz. Isto porque, além de vigor e disposição, a prática de exercícios físicos proporciona satisfação e relaxamento.

Durante a ginástica, o organismo libera endorfina, hormônio responsável pela sensação de prazer. Desta forma, contribui para o bem-estar dos recursos humanos da organização.

2. Aumento da produtividade

A interrupção na jornada de trabalho possui muitas vantagens. Uma delas é o aumento da produtividade. Embora pareça contraditório, a pausa no trabalho contribui para que o funcionário produza mais e melhor.

Deixar as tarefas por alguns minutos e utilizá-los para exercitar o corpo contribui para o aumento da concentração e foco, bem como para o alívio da ansiedade e depressão. Desta forma, ao investir na qualidade de vida do quadro de funcionários, se observa, consequentemente, o aumento natural da produtividade.

3. Redução na incidência de doenças do trabalho

Rotinas de trabalho intenso, despreocupação com a postura, repetição contínua de movimentos ligados à prática profissional e outros problemas podem ter consequências sérias para a saúde do trabalhador.

Dores na coluna, estresse e lesões não são raras dentro das corporações. A Lesão por Esforço Repetitivo (LER) e os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT) são os exemplos mais comuns de doenças típicas do trabalho.

Assim, a ginástica laboral é uma importante aliada do funcionário, já que é composta por alongamentos e exercícios de correção da postura, o que ajuda a educar o corpo e a diminuir a tensão muscular. O resultado é a prevenção das doenças ocupacionais.

4. Melhora do condicionamento físico e autoestima

Proporcionar a realização de atividades físicas dentro da própria empresa, durante a jornada de trabalho, é uma excelente alternativa para reduzir o sedentarismo e incentivar a adoção do hábito de se exercitar.

A prática regular de exercícios físicos possui inúmeras vantagens para o indivíduo: melhora a capacidade cardiovascular, o condicionamento físico, aumenta a disposição e a concentração, diminui dores e estresse e, a partir deste conjunto de benefícios, tem impacto direto na melhora da autoestima e da saúde psicológica.

5. Diminui afastamentos

O inegável impacto positivo da ginástica laboral na saúde da equipe traz benefícios também ao empregador. Na medida em que conta com funcionários mais felizes, saudáveis, concentrados e relaxados, muitos problemas relacionados ao afastamento são minimizados.

Organizações que adotam esta medida contam com menos acidentes de trabalho e menor número de trabalhadores afastados por problemas de saúde, sejam eles físicos ou psicológicos. Como consequência, observa-se maior economia, na medida em que estes acidentes e afastamentos geram tributos ao empregador.

Com base nestas informações, pode-se afirmar que a adoção da ginástica laboral dentro das corporações é bastante difundida por uma razão cristalina: ela realmente produz resultados rápidos e duradouros.

Uma empresa que se preocupa com o bem estar de seus funcionários gera mais lucro, reduz custos e proporciona um ambiente de trabalho mais descontraído e produtivo. Por outro lado, o funcionário motivado é mais comprometido com os valores e metas da empresa, na medida em que se sente parte fundamental do processo.

E a sua empresa, já adota a ginástica laboral? Conte sua experiência pra gente nos comentários!

Gostou do texto?

Deixe seu email e enviaremos todas as semanas novidades para você!

Confira também

IMPORTANTE: Devido ao grande número de perguntas similares no blog, estamos selecionando as melhores para responder. Sendo assim, sugerimos que você busque a resposta para a sua dúvida nos comentários antes de enviar sua pergunta. Obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X Cadastre-se Faça seu cadastro e receba no seu email tudo sobre segurança no trabalho! Não enviaremos spam!